Por acreditarmos na liberdade de expressão como forma de aproximação com o nosso público, buscamos proporcionar, aos membros de nossas comunidades, a possibilidade de manter uma comunicação livre e criativa. Essa perspectiva não exclui a necessidade de observarmos determinadas regras para que a convivência no ambiente virtual - com pessoas que possuem interesses, histórias e contextos distintos - seja a mais agradável possível.

Assim, montamos uma espécie de guia com algumas dicas sobre como você pode conduzir sua participação em nossas comunidades. Consideramos isso importante, para evitar situações embaraçosas e conflitos desnecessários, além de contribuir para a construção de um ambiente saudável e que valorize a boa comunicação e a vivência harmônica. Então vamos ao que pode ou não pode; ao que é interessante ou pega mal. Vale a pena dar uma lida!


Sobre suas mensagens de forma geral: 


Texto em letras maiúsculas. Não é legal escrever mensagens inteiras em letras maiúsculas: como a comunicação escrita limita a expressão de emoções e reações, alguns códigos são usados na internet a fim de dar maior clareza ao que se pretende transmitir. É o caso da escrita em letras maiúsculas, que é usada como uma espécie de grito ou ênfase muito, muito forte. Isso pode fazer com que o leitor se sinta incomodado, ou mesmo ofendido.


Emoticons. E por falar em expressão de emoções e reações, usar emoticons (emoções em forma de ícones) pode ser legal para se expressar com mais clareza em alguns casos, mas tenha cuidado para não exagerar. Procure usá-los somente quando achar realmente relevante, e evite o efeito contrário: que suas mensagens, emoções e reações sejam mal interpretadas.


Realces e cores de fontes. Nem só de coerência e coesão vive uma mensagem clara e objetiva. É bom evitar o uso exagerado de realces, como texto em negrito, itálico ou sublinhado, pois isso pode dificultar a leitura e o bom entendimento do conteúdo. Abusar de fontes coloridas e em tamanhos diferentes também pode ser uma má escolha. Você não vai querer que os outros desistam de ler suas mensagens por elas estarem poluídas demais, vai?


Línguas estrangeiras. Escrever em língua estrangeira? Apenas quando solicitado ou se for extremamente necessário. Além de poder soar pretensioso ou esnobe, talvez algumas pessoas não compreendam o que você realmente está tentando dizer. Nem todas as pessoas conhecem outras línguas e podem até sentir-se incomodadas com isso.


Abreviações, gírias e jargões. O que dizer do uso do “internetês”? É claro que não exigimos, aqui, o uso de vocabulário rebuscado. Porém o uso de termos e abreviações que surgiram para agilizar a digitação de textos em mensageiros eletrônicos, além de poder soar como descuido, pode também prejudicar o bom entendimento de sua mensagem. Ah! O mesmo vale para o uso de gírias e jargões. Procure escrever suas mensagens com clareza e correção e em uma linguagem que possa ser compreendida por todos.


Mensagens muito longas. A mensagem ficou longa demais. E agora? Em comunidades virtuais, mensagens muito longas podem espantar os menos dispostos, afinal, textos muito longos costumam realmente tornar-se cansativos na tela de um computador ou dispositivo móvel. Mas calma: nem tudo está perdido. Basta tentar organizar melhor suas ideias e dividir bem o texto em parágrafos – preferencialmente separados por uma linha em branco. Sintetizar algumas partes do texto também pode ser uma boa saída. 


Mensagens muito curtas. E se a mensagem ficou curta demais? Às vezes, o que queremos transmitir é realmente uma mensagem curtinha e sem muitos rodeios. Não faz mal. Mas é sempre bom verificar se a mensagem está curta demais, podendo dificultar a compreensão da informação pelo leitor. Buscar um equilíbrio pode te poupar de ter que oferecer maiores explicações mais tarde.


Sobre sua postura perante os membros e espaços das comunidades:


Educação e respeito. Vamos falar agora da principal regra de boa convivência: respeitar sempre. Existe algo melhor nessa vida do que respeitar e ser respeitado? Provavelmente sim, mas é muito, muito bom estar em ambientes respeitosos. É importante compreendermos que cada um pensa de uma forma e que isso é, inclusive, incrível e é também o que nos torna únicos. Seja educado e cortês. Ah! E não se esqueça de tratar o próximo da forma como gostaria de ser tratado.


Adequação do vocabulário. Ter que conviver com palavras de baixo calão, ou vocabulário chulo, para muitas pessoas, representa um grande desconforto. Não custa nada termos um pouco de cuidado com o uso de algumas palavras que são sabidamente inadequadas. Não vale, também, perder a força dos argumentos e, no lugar de discussões saudáveis, promover ofensas gratuitas e desnecessárias com palavrões ou xingamentos. Se alguém insistir em agir dessa forma contigo, ignorar é a melhor saída.


O falso anonimato na internet. Quem nunca se sentiu mais seguro na internet do que se sentiria em uma mesma situação presencialmente? O fato de estarmos “blindados” pela “distância” proporcionada pela interação na internet não nos permite agirmos de forma irresponsável e não nos isenta de determinadas obrigações. É preciso ter em mente que, além de tudo, há pessoas do outro lado de nossas conexões; e essas pessoas têm direitos e precisam ser preservadas. Vamos ficar de olho no bom senso!


Respeito ao funcionamento do grupo. As comunidades podem ter documentos que orientam com mais detalhes algumas questões referentes ao funcionamento de seus espaços de interação. Respeitar as regras de grupos já constituídos, além de manter a organização dos espaços coletivos, preserva a boa convivência. E quer saber? Fugir às regras de um grupo é um pouco deselegante, até.


Pesquisar antes de postar uma pergunta. Ninguém merece aquela pessoa que faz perguntas relacionadas a assuntos que já estão sendo discutidos em outros locais numa comunidade. Essa prática pode poluir os fóruns e causar confusão em alguns participantes, ao encontrarem diversas respostas para uma mesma questão. Consequentemente, é possível também que as discussões sejam menos ricas do que seriam se estivessem agrupadas no mesmo tópico. Basta pesquisar um pouco por sua dúvida antes de postá-la. Assim, você pode, inclusive, poupar tempo.


Mensagens repetidas. Enviar a mesma mensagem diversas vezes é uma prática bastante desaconselhável em qualquer espaço na internet. Nas comunidades de prática, isso não seria diferente: estamos de acordo ao dizermos que não queremos nos deparar com mensagens do mesmo conteúdo pelas comunidades, certo? Se a sua mensagem ainda não foi respondida ou já foi postada por outro participante, seja um pouquinho mais paciente. Se achar que estão demorando demais para respondê-la, vale enviar um lembrete - sempre bem gentil - aos colegas.


Arrogância ou inconveniência. Alguns sabem umas coisas, outros não sabem; alguns sabem um pouco, enquanto outros sabem um bocado. Isso é mais que natural, principalmente no mundo de hoje, em que as informações são tão dispersas e abundantes. Contribuir com o máximo que se sabe é importante e, inclusive, muito desejável por aqui; mas fazê-lo de forma a diminuir o próximo e seu conhecimento, ah, isso não é nada bacana.


Interrupção de discussões. Quando um assunto está sendo discutido, não é bacana inserir mensagens que abordem outras questões não relacionadas. Além de poder causar confusão e prejudicar a riqueza da construção e do compartilhamento de saberes relacionados ao que está em pauta, deixa os espaços desorganizados e pouco atraentes.


Moderação de discussões. A maioria dos espaços de interação por aqui são mediados por um moderador ou alguma figura do tipo. Não é preciso que ninguém faça intervenções no sentido de moderar discussões ou buscar meios para que regras sejam cumpridas, quando já houver alguém designado para isso. Além de poupar o próximo, você estará poupando a si próprio. Deixe que o moderador da comunidade decida quando é pertinente intervir.


Acatar as orientações do moderador. E por falar no moderador, é importante ter sempre em mente que ele é a pessoa mais indicada para moderar a participação do grupo nos espaços de uma comunidade. É ele quem possui as atribuições e os conhecimentos necessários para decidir quando e como agir a fim de garantir o melhor para o grupo como um todo. Vamos respeitá-lo sempre!


Copiar e colar. A internet é muito, muito rica de fontes de informação. Utilizar essas informações já disponíveis como base para a construção de novos conhecimentos é muito prático e louvável, desde que o autor assim permita. O importante, nesses casos, é não esquecer-se de que a citação das fontes, além de permitir que os demais busquem essas informações de forma autônoma, garante que direitos de propriedade intelectual sejam preservados.


Convites e anúncios. De repente você fica sabendo de um evento interessante, ou de um livro muito bom, relacionado a determinado assunto da comunidade, e quer divulgar aos demais membros. Muita calma nessa hora! É melhor perguntar ao moderador, por meio de uma mensagem privada, se é pertinente fazer isso nesse espaço. Caso não haja um moderador, o bom senso deve imperar.


Ajude e seja ajudado. Quando precisar, não hesite em pedir ajuda nas comunidades. Faça isso de forma clara e objetiva. Gratidão nunca é demais, então agradeça sempre! Quando puder, não deixe também de ajudar ao próximo. Esse é um dos motivos pelos quais as comunidades aqui são criadas, então, nada mais adequado do que uma participação ativa e solidária.


Citar a mensagem que está respondendo. Para facilitar a compreensão por parte do leitor de suas respostas, é interessante citar a mensagem a que está se referindo. É bom deixar claro que está respondendo a uma determinada mensagem e, se necessário, a questões específicas dentro daquela mensagem. Assim, vão saber que você respondeu tudo o que perguntaram, ou que ainda há perguntas a serem respondidas.


Última atualização: sexta, 10 Jun 2016, 11:04